MENU

Globo - Valor Investe Falta dinheiro aos idosos para comprar remdios

Mais da metade (59%) dos idosos já deixou de comprar medicamentos por falta de dinheiro e 73% deles afirmaram não ter pesquisado preços em outras farmácias. Os dados são de um estudo realizada pelo Instituto Febrafar de Pesquisa e Educação Corporativa (IFEPEC), que ouviu 2.200 consumidores com 50 anos ou mais e 300 cuidadores de idosos em todo o país.

Na pandemia de covid-19, medicamentos genéricos, por serem geralmente mais baratos, foram os produtos mais adquiridos na farmácia por esse público (66%), seguido por medicamentos de marcas (42%) e não medicamentos (27%). Apenas 17% dos entrevistados afirmaram ter utilizado algum serviço farmacêutico nos últimos 90 dias.

Mesmo com a necessidade de isolamento social, 91% desses consumidores afirmaram que realizam compras de forma presencial. Já compras por WhatsApp ou aplicativos são feitas por 16% dos idosos, 14% usam telefones e apenas 4%, sites.

O preço é o principal fator para a escolha da farmácia para 91% desse público. Os demais fatores são localização (64%) e estacionamento (63%).

A maioria (67%) costuma pagar os medicamentos que compram, prioritariamente. Já 29% retiram no SUS, posto de saúde ou Farmácia Popular e só 4% pagam com dinheiro dos parentes.

Fonte: Globo - Valor Investe

Compartilhe
Whatsapp